"Eles estão mentindo", afirma delegado do caso da morte do jogador Daniel Corrêa
07/11/2018 08:48 em Policial

O delegado que está à frente do caso do homicídio do jogador Daniel Corrêa, Amadeu Travisan, afirmou que a Cristiana Brittes e a filha dela Allana mentiram durante o depoimento prestado à polícia. De acordo com o com Trevisan, a família vai ser indiciada por homicídio qualificado e coação de testemunhas. As informações são do G1 Paraná.

 
Foto: Divulgação

Segundo o delegado, mãe e filha combinaram um versão do crime com Edison Brittes Júnior, empresário que confessou ter matado o atleta. Eles estão mentindo", afirmou o delegado nesta terça-feira (6).

O delegado disse ainda que o crime está esclarecido. "Já conseguimos reconstruir tudo que aconteceu na casa no dia do assassinato. Vamos ouvir mais algumas testemunhas hoje e teremos o depoimento do Edison amanhã", relatou Travisan. 

O portal G1 tentou entrar em contato com o advogado da família Brites, mas até o momento não  obteve resposta.

AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES DO CASO DO JOGADOR DANIEL, MORTO NO FINAL DO MÊS DE OUTUBRO

O corpo do jogador foi encontrado em São José dos Pinhais (PR), área metropolitana de Curitiba, na tarde do último sábado (27), com sinais de tortura.

COMENTÁRIOS